Importância do fenofibrato no tratamento do risco cardiovascular residual

Dr. Carlos Aguiar

Medicina Interna

Importância do fenofibrato no tratamento do risco cardiovascular residual

“Os fibratos, nomeadamente o fenofibrato, devem ser usados para tratar o risco cardiovascular residual associado à dislipidemia residual”. Esta foi uma das afirmações não consensuais do estudo CODAP (Consenso Dislipidemia Aterogénica Portugal) e, por isso, ao longo da sua apresentação, o Dr. Carlos Aguiar, cardiologista do Hospital de Santa Cruz – CHLO, mostrou alguma da evidência relativa ao fenofibrato e ao seu papel na proteção cardiovascular, bem como algumas das considerações publicadas nas últimas guidelines da Sociedade Europeia de Aterosclerose e da Sociedade Europeia de Cardiologia. Veja o vídeo resumo da palestra.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Médico News

Médicos

ou