“Os doentes não são todos iguais”: a importância da Medicina personalizada

Prof. Doutor António Jorge Ferreira

Pneumologia

“Os doentes não são todos iguais”: a importância da Medicina personalizada

As abordagens preventivas como terapêuticas têm sido cada vez mais personalizadas, nomeadamente as vacinas pneumocócicas, afirma o Prof. Doutor António Jorge Ferreira, pneumologista e professor na Faculdade de Medicina na Universidade de Coimbra (FMUC), em entrevista, a propósito de uma série de reuniões regionais, onde apresentou os dados de desenvolvimento clínico da vacina pneumocócica conjugada 15-valente. Assista ao depoimento em vídeo.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo


Médico News

Médicos

ou