Evidência com sorafenib e regorafenib

Hepatologia

Evidência com sorafenib e regorafenib

Sorafenib, inibidor dos recetores tirosina cinase, é considerado o standard of care do tratamento sistémico de primeira linha do CHC. Dez anos após a introdução de sorafenib na prática clínica, em 2017, foi publicado o estudo RESORCE que consolida a utilização de regorafenib como segunda linha de tratamento, em doentes com progressão radiológica ao sorafenib, com função hepática preservada e que eram tolerantes a sorafenib na dose de, pelo menos, 400 mg/dia. Neste estudo, os principais eventos adversos reportados com regorafenib foram a hipertensão arterial, reação cutânea mão-pé, fadiga e diarreia. Em 2018, após a publicação de uma análise exploratória do RESORCE, ficou demonstrado que esta sequência de tratamento confere uma SG mediana de 26 meses.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Médico News

Médicos

ou