Estudo VITACOV associa baixos níveis de vitamina D com pior prognóstico de COVID-19

Especial Vitamina D

Estudo VITACOV associa baixos níveis de vitamina D com pior prognóstico de COVID-19

O estudo VITACOV, cujos resultados foram apresentados no dia 13 de maio, procurou avaliar o impacto da da vitamina D na resposta imunitária contra a COVID-19, tendo sido encontrada uma associação entre o défice desta vitamina e pior prognóstico de COVID-19. O estudo permitiu desvendar ainda uma das causas que contribuem para a elevada prevalência de deficiência desta vitamina na população portuguesa e que radica nos polimorfismos envolvidos na síntese daquela vitamina. Perante estes achados, a suplementação de vitamina D revela-se a forma mais eficaz de suprir a carência da respetiva vitamina e diminuir o risco de maior severidade por infeção com SARS-CoV-2.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Médico News

Médicos

ou