Disfunção erétil, uma nova abordagem terapêutica

Dr. Pepe Cardoso

Urologia

Disfunção erétil, uma nova abordagem terapêutica

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a disfunção erétil (ED) traduz-se numa incapacidade persistente ou recorrente para conseguir ou manter uma ereção suficiente para uma atividade sexual satisfatória. A ED tem uma incidência de 13% e uma prevalência de cerca de 52% na faixa etária compreendida entre os 40 e 70 anos, sendo o seu diagnóstico fácil de alcançar contudo nem sempre fácil de estabelecer uma etiologia uma vez que esta é geralmente multifatorial.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo


Médico News

Médicos

ou