A qualidade da terapêutica de suporte: o fator diferenciador na sobrevivência

Prof. Doutor Pedro Póvoa

Infecciologia

A qualidade da terapêutica de suporte: o fator diferenciador na sobrevivência

“Quando a COVID-19 chegou a Portugal só tínhamos algumas informações sobre as experiências dos outros países, mas sem substrato científico”, começa por afirmar o Prof. Doutor Pedro Póvoa, explicando que hoje a situação é totalmente diferente, uma vez que há já “dados científicos consolidados sobre este vírus, assim como do seu tratamento”. Em entrevista à Médico News, o especialista faz um balanço da pandemia, reforçando o papel da qualidade da terapêutica de suporte na taxa de sobrevivência dos doentes infetados com o SARS-CoV-2 e ventilados invasivamente. Assista ao depoimento em vídeo.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Médico News

Médicos

ou